segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Penso ..logo escrevo...logo calo...



Minha cabeça é um turbilhão...acho que a de voces também. Não consigo saber de um fato, ler uma frase, ver uma imagem e não elaborar logo. Ideias vão pulando daqui , dali, pra cá pra lá.
Ser humano é ser expressivo: a gente precisa se expressar. E a gente faz isso o tempo todo, até quando escolhe ficar quieto.
Silencio é forma de expressão. Muitas revoluções foram feitas por homens silenciosos.
Eu já fui mais falastrona..mas com o tempo fui calando...e agora, muitas vezes quando falo, me arrependo logo em seguida. Fico com aquela sensação de que de fato a minha fala contribuiu muito pouco. Afinal, as pessoas já tem ' aquela velha opinião formada sobre tudo'..rs.
Mas eu penso... e...as vezes escrevo. Escrevo aqui no meu blog..pra mim..e depois pra quem quiser ler. São só opiniões, singulares, porque são fruto de uma vida singular: a minha! Não há outra Stella J como eu, com os pais e irmãos que tenho, com a coleção de historias e vivencias, com o meu mundo emocional sendo influenciado por todas elas. Eu sou singular. Vc  é ! Então, se voce lê o que eu escrevo lê parte da minha singularidade. Não tem nada a ver com você, e não é uma verdade universal. Pode tangenciar em voce ,  voce pode se identificar, mas tem a ver comigo.
Há coisas que eu escrevo e nunca serão publicadas, há outras que agora voltei a publicar. Voltei por um pedido de uma amiga que gosta de ler o que eu escrevo. Colocou argumentos que me convenceram a voltar a publicar.
Mas são só pensamentos singulares de uma Stella singular.
Ando refletindo mesmo é sobre o silêncio, e como ele é um exercício de renúncia e sabedoria. Ele expressa de forma tão contundente, que ainda não aprendemos sobre a sua força e o seu real significado.
Eu acho que perdi amigos porque não usei sabiamente o silêncio.

Sigo pensando... e vivendo a difícil escolha entre escrever e silenciar.
Hoje, minha mente está grávida de palavras que não são as deste post. Por hoje a escolha está feita.

SJ

Um comentário:

Marcela gonçalves disse...

Nossa. Como me identifiquei com essas palavras. Eu vivo esse tempo tbm de perceber, experimentar o silêncio. Como sempre, muito sábia as suas palavras e tenho certeza de que essa é uma realidade em que muitos precisam aprender a exercitar.��